Alimentação vegetariana pode reduzir o risco de cancro da mama


Uma dieta vegetariana pode contribuir para a redução do risco do cancro da mama, de acordo com a nova pesquisa realizada pela Escola de Saúde Pública de Harvard (Harvard T.H. Chan School of Public Health).

Os investigadores notaram que alimentos integrais e vegetais, como os brócolos, bem como vegetais amarelos e alaranjados, têm um papel importante na redução do risco de desenvolvimento do cancro da mama. A fim de obter os resultados, Maryam Farvid, pesquisadora do Departamento de Nutrição de Harvard, analisou questionários de dietas que foram feitos a cada quatro anos desde 1980 por 88,301 mulheres, assim como estudos concluídos desde 1991 em 93,844 mulheres.

As mulheres que comeram mais de cinco porções e meia de frutas e vegetais diariamente diminuíram o risco de cancro da mama em 11%, em comparação com as que consumiram duas porções e meia ou menos. Uma porção, definida pelos pesquisadores, é equivalente a meia chávena de legumes ou de frutas picadas ou uma chávena inteira de folhas verdes.

A ligação entre a dieta vegetariana e o risco reduzido do cancro da mama tornou-se num assunto popular dentro da comunidade médica. Muitos cientistas, profissionais médicos e nutricionistas posicionam-se favoravelmente aos estudos que indicam que uma ingestão bastante generosa de vegetais e baixo ou nenhum consumo de carne são essenciais para reduzir o risco da doença.

Em Julho de 2017 Kristi Funk, uma cirurgiã especializada em cancro da mama e cujas pacientes incluem Angelina Jolie, Sheryl Crow e Ellen Pompeo, disse que é evidente que a proteína animal é um sério risco para a saúde.

Esta nova pesquisa de Harvard reforça, precisamente, este pensamento crescente e, de acordo com Farvid, o estudo é o mais completo sobre o assunto:

Embora estudos anteriores tenham sugerido uma associação eles têm sido limitados, particularmente sobre frutas e vegetais específicos e subtipos agressivos de cancro da mama, explicou Farvid. Esta pesquisa fornece o quadro mais completo da importância de consumir grandes quantidades de frutas e legumes para a prevenção do cancro da mama.

O risco de cancro, tanto em mulheres como homens, não é completamente eliminado para quem segue uma dieta totalmente vegetal, mas cada vez mais evidências sugerem que é reduzido. Em certos casos, uma dieta sem ingredientes de origem animal pode até ajudar o corpo humano a lutar contra tumores cancerígenos com mais eficácia. Em 2006, um estudo sobre cancro da mama revelou que as defesas do organismo das participantes melhoraram substancialmente após duas semanas com exercício físico leve e uma alimentação vegetariana.


Notícia traduzida de Livekindly.
Imagem | Fonte

5 comentários

  1. Adoro este tipo de posts :D
    Todos os dias aprendemos coisas novas :D
    Beijinho *

    https://w-m-mind.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada pela partilha.

    Faz todo o sentido, sim. :)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  3. Acho que cada vez mais as pessoas têm de se consciencializar que uma alimentação vegetariana/vegan é algo que traz inúmeros benefícios e que não são algo que é dito sem fundamento!
    Muito obrigada pela partilha de informação tão importante :)
    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  4. É uma redução bastante significativa! Não há como ignorar

    r: Aconselho a provar :) é tão linda!

    ResponderEliminar
  5. Quero imenso tornar-me vegetariana, e acho que já estive mais longe disso! Cada vez tenho mais consciência que vale realmente a pena, não só por nós, mas também pelos animais <3
    Beijinhos,
    Blog An Aesthetic Alien | Instagram | Facebook
    Youtube

    ResponderEliminar