O copo menstrual: Uma opção segura e ética


O desejo primordial da mulher, durante o ciclo menstrual, é sentir-se bem: inúmeras marcas e tampões prometem conforto e higiene e podem ser encontrados em qualquer supermercado e nas lojas de conveniência. Todavia, até que ponto são seguros?
O copo menstrual veio para revolucionar o modo como lidamos com o período. Abaixo seguem algumas informações sobre ele e os motivos para o usar.

O que é o copo menstrual?

Apesar de ser recente por cá, o copo menstrual surgiu pela primeira vez em 1932 nos Estados Unidos da América, sendo uma alternativa aos absorventes comuns. Trata-se de um recipiente em forma de cone que se insere na vagina e que recolhe o fluxo menstrual.

O copo menstrual tem, como outras características, a pega, o tamanho e a maleabilidade:

A pega encontra-se na extremidade do copo e facilita a inserção e a remoção do mesmo;
O tamanho tem em conta alguns factores, como o parto, a condição física, a estatura e a idade;
A maleabilidade está relacionada com a sensibilidade vaginal. Para mulheres com mais sensibilidade, é aconselhado um copo mais maleável; já para mulheres com actividade física intensa, recomenda-se um copo mais resiliente.

A escolha do copo menstrual dependerá das propriedades supracitadas, que variam de acordo com a marca e o modelo. Por exemplo, a OrganiCup tem uma pega em haste e dois tamanhos: o A (para mulheres que não tiveram um parto vaginal) e o B (para mulheres que tiveram um parto vaginal). Sendo assim, uma mulher que opte por esta marca e nunca tenha tido um parto vaginal, deve adquirir o tamanho A.

Já a MeLuna oferece mais possibilidades: pega em haste, em anel ou em bola e com vários tamanhos e maleabilidades. Para mulheres que nunca utilizaram o copo menstrual, a pega em anel é a mais indicada.
Quanto ao tamanho, os critérios baseiam-se no tipo de fluxo, tipo de parto e a posição do cérvix. Por exemplo, uma mulher com fluxo intenso mas que nunca teve um parto vaginal poderá optar pelo tamanho M. Já uma mulher que teve um parto vaginal deverá escolher o tamanho L. Para as meninas cujo ciclo menstrual iniciou, o S é suficiente.

Antes de comprar um copo menstrual, devemos ter em conta tudo o que foi acima indicado e, por isso, ler atentamente as informações oferecidas pelos sites das marcas, bem como entrar em contacto com as mesmas para sanar quaisquer dúvidas. É essencial acertar no tamanho para que o copo funcione correctamente e sem risco de fugas.

Motivos para preferir o copo menstrual

Para além de algumas marcas serem testadas em animais (como a O.B e a Evax), muitos absorventes tradicionais têm químicos que podem causar alergias e irritações. Uma alternativa prática, saudável, ecológica e económica é o copo menstrual.

Porquê prático?
Porque, ao contrário dos pensos higiénicos, permite fazer exercício, praticar natação e ir à praia, não tem aquele fio incómodo como os tampões e pode ser usado durante 8 a 12 horas enquanto os absorventes precisam de ser mudados de 4 a 4 horas.

Porquê saudável?
A maioria dos pensos e tampões são compostos por produtos altamente tóxicos e que entram directamente em contacto com a nossa pele e mucosas. Já o copo menstrual é feito de silicone, sendo hipoalergénico. É igualmente antibacteriano visto que, contrariamente aos absorventes convencionais, recolhe o fluxo menstrual em vez de absorvê-lo.

Porquê ecológico?
O impacto ambiental causado pela utilização de pensos e tampões é dantesco: calcula-se que são usados cerca de 13,699 absorventes por segundo nas zonas urbanas, o que resulta em 432.000.000.000.000 (432 mil milhões) de absorventes depositados em lixeiras e aterros.

Porquê económico?
Estima-se que cada mulher utilize entre 10,000 a 15,000 absorventes durante a sua idade fértil. Em média, isso equivale a um gasto de mais de 2,400€ ao longo da vida: um único copo menstrual fica pago em 3 ou 4 meses de utilização e dura 10 anos. Por outras palavras, uma menina que opte pelo copo menstrual logo no início só usará 3 a 4 copos na totalidade.

Como usar o copo menstrual?

Para que o copo menstrual preserve a sua durabilidade natural, é preciso respeitar os seguintes passos:

A esterilização. Antes de estrear o copo, este deve ser fervido em água. Para isso, basta colocar o copo menstrual dentro de um tacho cheio de água fervente durante 5 minutos. O copo deve ficar submerso e, no fim, deve ser retirado com uma pinça e devidamente seco.

A inserção. Regra geral, as primeiras vezes são mais complexas e exigem um período de adaptação: no entanto, ficará tudo mais fácil depois de algumas tentativas. Oiçam o vosso corpo e escolham a posição que vos parece mais prática (deitada, de cócoras, etc.). Quanto à correcta colocação do copo, as etapas mais partilhadas e aconselhadas são estas:

1. Humedecer o copo com um pouco de água antes de colocar.
2. Dobrar o copo. Há várias formas de o fazer, pelo que o segredo é ir testando até encontrar a que preferimos. Duas das mais usadas são o formato em C (espalmar o copo e dobrar ao meio) ou em bico (dobrar uma das bordas para o interior do copo e apertar com os dedos para não abrir).
3. O copo fixa-se mais abaixo do que o tampão. Deve ser colocado no canal vaginal, ajustando com o dedo e depois largar.
4. Verificar se o copo abriu correctamente. Para isso basta puxar a pega muito ligeiramente, para ver se o copo oferece resistência. Em caso positivo, este criou vácuo e está bem colocado.

A remoção. Nunca devemos puxar somente pela pega: como o copo está em vácuo, vai fazer pressão e não sair (pelo que não será uma experiência muito confortável).
Para retirá-lo deve-se puxar gentilmente a pega até chegar à entrada da vagina: de seguida, aperta-se a base para libertar o vácuo e puxa-se lentamente o copo até ser removido por completo.

A lavagem. Deitar o sangue na sanita e lavar bem o copo com água ou com um líquido de limpeza neutro. Caso não se estivermos em casa podemos andar com uma garrafa de água na mala ou com toalhitas íntimas. Depois de limpo, voltar a introduzi-lo.

A conservação. Após o fim do ciclo menstrual deve-se esterilizar o copo, secá-lo e guardá-lo num saco de algodão.



Perguntas frequentes

Posso nadar/correr/fazer desporto enquanto uso o copo menstrual?
Sim. Se estiver bem inserido, não existe risco de fugas, pelo que se pode nadar e fazer exercício à vontade.

Posso ter relações sexuais enquanto estou com o copo menstrual?
Não. O copo deve ser retirado para se poder ter relações sexuais.

Posso utilizar o copo menstrual como um contraceptivo?
Não não não não. O copo menstrual não é um contraceptivo. Optem sempre por contraceptivos de barreira, como o preservativo, tanto para prevenir uma gravidez indesejada como para vos proteger de doenças sexualmente transmissíveis.

O copo menstrual pode ser usado assim que surgir a menarca?
Sim. Muitas marcas disponibilizam tamanhos mais pequenos e que são adequados para as adolescentes que tiveram a sua primeira menstruação. O melhor é contactar as marcas para que possam indicar o copo ideal.

Eu uso o DIU. Posso usar o copo menstrual?
Sim, já que ficam em diferentes partes do corpo: enquanto o copo menstrual fica na vagina, o DIU situa-se no interior do útero e os seus fios atravessam o colo do útero, alcançando somente o topo do canal vaginal. Só é preciso ter cuidado ao colocar e remover o copo para não correr o risco de puxar os fios do DIU.

O copo menstrual pode ser usado no pós-parto?
Não. Como a vagina está muito sensível nessa fase o copo pode piorar a sensibilidade e, até mesmo, aumentar o risco de infecções.

O copo menstrual pode levar à síndrome do choque tóxico?
Há mulheres e raparigas que relataram efeitos adversos ao utilizarem o copo menstrual, incluindo dores intensas, infecções e até mesmo casos de síndrome do choque tóxico (SCT). Se sentirem algum incómodo ao usarem o copo menstrual, retirem-no e peçam orientação a uma ginecologista.
Os sintomas da síndrome de choque tóxico são: febre alta repentina, diarreia, tonturas, vómitos, desmaios e vermelhidão semelhante a queimaduras solares durante a menstruação ou alguns dias depois. Quem apresentar algum desses sintomas enquanto estiver com o copo menstrual deve retirá-lo e procurar assistência médica imediatamente.
No entanto, veja-se que, em comparação com os tampões, o risco de SCT com o copo menstrual é muito menor. Esterilizar e higienizar o copo antes e depois da sua utilização é fundamental, precisamente para eliminar eficazmente as bactérias.
Se mesmo com todos os cuidados e com uma correcta utilização sentirem dor ou desconforto, não utilizem o copo menstrual. Vejam opções de absorventes seguros e mais ecológicos aqui.

Durante quanto tempo posso ficar com o copo menstrual inserido?
Depende da quantidade do fluxo mas, regra geral, o copo menstrual pode permanecer no corpo durante 8 a 12 horas diárias. Não se esqueçam de o lavar muito bem com água antes de voltar a inseri-lo.

Qual é a vida útil de um copo menstrual?
Em média, e se for bem tratado, dura até 10 anos. Assim que apresentar sinais de deterioração, deve ser substituído por um novo.

Onde comprar?

As marcas existentes em Portugal são a LunetteMeLunaLadyCupOrganiCupRuby Cup e Enna. Além dos espaços online, podem ser encontrados em farmácias, supermercados, algumas lojas de produtos naturais e na Well's.

Outro ponto importante é escolher uma marca certificada. Há muitos copos menstruais, principalmente os que são produzidos na China, com preços apelativos mas que não são seguros devido aos seus materiais. Estamos a falar de um produto que é inserido no canal vaginal, pelo que é preferível pagar mais e preservar a nossa saúde. Mais informações sobre este assunto aqui.


Actualização do artigo: 24/09/2020
Imagem | Pinterest

2 comentários

  1. Sempre tive interesse e curiosidade, mas ainda não experimentei.

    Como não consigo usar tampões, sinto receio de acontecer o mesmo...

    No entanto considero um produto promissor e amigo do ambiente! :)

    Beijinho! *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana ^_^ Eu entendo porque também tenho o mesmo receio que tu. Até ponderares se experimentas ou não o copo, vê estas marcas de absorventes cruelty-free.

      Beijinho*

      Eliminar