Maternidade vegana com a Marta Neves 💙 “Sempre achei que não fazia sentido gostar de animais e matá-los para os comer”


A Marta é uma leitora do blogue que, com todo o carinho, aceitou participar nesta rubrica e, assim, contribuir para a desconstrução do pré-conceito socialmente estabelecido em relação ao veganismo na maternidade. Nesta entrevista, ela partilha connosco a sua experiência em amamentar prolongadamente e como é criar uma criança pequena num ambiente fortemente tauromáquico.

Cosmética natural | Creme hidratante Sente Senas


Trocar os produtos convencionais pelos naturais é um caminho sem volta: o que vem do coração das plantas acaba irremediavelmente por nos conquistar, até porque a pele acaba por nos agradecer. E sendo a pele um órgão, este pormenor de escolher entre algo natural e algo mais químico é, de facto, relevante.

Quem tem pele mista sabe como é um desafio encontrar produtos apropriados, já que exige cuidados que tanto tratem das zonas mais oleosas (geralmente a testa, nariz e queixo) como das normais e/ou secas.

Eu já tinha utilizado o Namasté mas a fórmula foi alterada, bem como a embalagem: agora, vem num frasquinho de vidro opaco com um doseador, o que acaba por ser mais prático e higiénico do que retirar o creme directamente do boião.

Dieta vegetariana reduz o risco de morte por doença cardíaca em 40%


Nas últimas décadas, o número de estudos que liga a alimentação vegetariana à melhoria da saúde em geral aumentou. Desde o risco reduzido de obesidade, diabetes tipo 2 e síndrome metabólica, uma dieta à base de plantas pode até mesmo proteger-nos de vários tipos de cancro. O coração também não é deixado de fora, como apontam vários relatórios.

Marcas portuguesas de cosmética cruelty-free e natural


Pelo meio do consumo desenfreado acabamos por não dar atenção às marcas que compramos, sendo que muitas delas continuam a testar em animais e não se esforçam para mudar essa situação. Além da crueldade inerente desses testes, os produtos convencionais são compostos por ingredientes completamente dispensáveis. Felizmente, o consumo (mais) consciente está a florir e a ser cada vez mais praticado, tanto pela importância de preferir produtos cruelty-free como também ecológicos e mais naturais.